Publicada a licitação para recuperação da Raposo Tavares

Deputado Edson Giriboni discursando

O sonho dos moradores da região, principalmente dos cerca de 7 mil usuários que trafegam diariamente na Raposo Tavares, está se tornando realidade, “uma luta antiga por uma conquista que foi sendo construída aos poucos, até que em 19 de janeiro de 2012, depois que sobrevoamos a estrada, mostrei ao governador a importância de se recuperar a estrada tão importante para a região e ele anunciou o investimento na praça em Angatuba. Agora, com a publicação da licitação, vemos que nossa batalha não foi em vão”.

No dia anterior à publicação do edital o governador Geraldo Alckmin promoveu um evento no Palácio dos Bandeirantes para anunciar o início do processo que irá recuperar os 126,4 km da Raposo Tavares, entre Itapetininga e Itaí, “uma grande conquista, uma nova Raposo”, comemorou o deputado Edson Giriboni, que falou em nome dos deputados na cerimônia e destacou também que essa obra será a maior obra rodoviária do interior do Estado e uma das maiores do país, “mesmo com toda turbulência econômica que vemos no Brasil”. O investimento previsto para esse trecho é de R$ 627 milhões, com investimento total de R$ 900 milhões, se somados os R$ 300 milhões já autorizados no começo do mês passado e é financiado pelo Banco Mundial.

Nesse trecho, que vai do km 169 a km 295,4, serão duplicados 26, 6 km de pistas, recuperação de 100, 6 quilômetros de pistas, implantação de terceiras faixas em 54, 8 quilômetros do lado direito e em 62,4 quilômetros do lado esquerdo, implantação de viaduto, implantação de 17 rotatórias, implantação de passarelas para pedestres, melhorias dos dispositivos já existentes, melhorias no sistema de drenagem e revitalização completa da sinalização.

O governador Geraldo Alckmin ressalta os benefícios que a obra vai trazer, “serão mais de 200 quilômetros recuperados que vão mudar a região, uma obra importantíssima, gerando perto de 2000 empregos, quase 60 km de duplicação, novos acostamentos, obras de arte, terceiras faixas e viadutos, fortalecendo o agronegócio, levando mais desenvolvimento e indústria para uma ligação estratégica entre o norte do Paraná, o oeste de São Paulo até a capital do Estado”. O deputado Edson Giriboni lembra também que as prefeituras ainda irão ganhar com a cobrança do ISS junto às empresas que irão fazer a obra, “um importante reforço no caixa”.

O edital de licitação, que obedece às regras da modalidade Licitação Pública Internacional, será publicado no Brasil e no Exterior. A abertura dos envelopes contendo as propostas está agendada para o dia 31/10 e o início das obras deve acontecer no primeiro bimestre do ano que vem.